Para que o Calabouço Jamais se Cale!

     Durante o mês de agosto e início de setembro, Geraldo Sardinha, autor do livro “Calabouço – Rebelião dos Estudantes contra a Ditadura Civil-Militar em 1968” assumiu de forma protagônica uma série de atividades no sertão da Bahia, com participação em debates nas escolas e assentamentos, divulgando sua obra que tanto tem a contribuir para alimentar a memória histórica do nosso país e inspirar as novas gerações em caminhos de resistência.

       A presença de Sardinha nos espaços de divulgação do seu livro e luta, mais que um testemunho, expressa um convite e ao mesmo tempo uma necessidade: continuar o combate revolucionário. Assim, regime autoritário nenhum conseguirá calar o Calabouço da nossa história. E, somente assim, o sonho de uma sociedade mais justa, contra o qual mataram Edson Luís, e pelo qual o próprio Sardinha (entre tantos imprescindíveis) segue dedicando a vida, deixará de ser apenas mais uma entre tantas esperanças, para passar a ser um horizonte próximo, a partir de uma estratégia consequente.

        Para fazer valer esse convite, é preciso não deixar esmorecer o “Coração de Estudante” que pulsa irredento à qualquer fronteira geográfica, linguística ou etária, à favor de uma sociedade fraterna, socialista e igualitária. Os registros que seguem aqui, foram compartilhados graças à grata colaboração do companheiro Luiz Nunes, e fazem parte da expressão desse pulsar revolucionário.

IMG-20170826-WA0041

Geraldo Sardinha, lança em sua terra natal o livro O Calabouço, para estudantes da rede estadual e municipal, todos do Ensino Fundamental. Na oportunidade, além dos professores e alunos, pessoas da comunidade cravolandense fizeram-se presentes prestigiando o evento, onde também foi feita justa homenagem ao Comandante Che Guevara.

 

Escola Milton Santos – Jequié, BA . Lançamentos além do  Livro, o Documentário Calabouço – Um Tiro No Coração do Brasil.

Vídeo publicado no Canal dos Irredentos no YouTube:

Abaixo, algumas fotos tiradas durante algumas caminhadas pela zona rural da cidade, onde Sardinha (na companhia dos seus primos Luiz Nunes e Roberto Nunes) revive alguns momentos da sua infância, incluindo agora, a simbologia revolucionária que integra a maior parte da sua história.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para mais informações ou adquirir o Livro/Documentário, entrar em contato pelo email osirredentos@gmail.com ou pelo cel 11 954479514. 

logo irredentos

Anúncios