Brigada Marielle Franco no Maranhão agitação e propaganda pela democracia

Por Reynaldo Costa, Da Página do MST

Com o nome de Brigada Marielle Franco, militantes sociais agitadores, vem construindo na capital maranhense, importantes atividades que ajudam a problematizar, e conscientizar a população local sobre a conjuntura pela qual passa o Brasil.

A Brigada é formada por militantes do Partido dos Trabalhadores,  do MST, do Movimento dos Atingidos por Barragens e do Levante Popular da Juventude, e tem o objetivo de levar informações e fortalecer a resistência e o debate sobre a situação política do país.

Em atividade desde o dia 10 de abril, a Brigada Marielle Franco vem atuando pelas ruas, praias e praças de São Luís, várias atividades já foram desenvolvidas. Uma das primeiras ações foi uma intervenção na Praça Mauro Machado, uma das principais de São Luís, com faixa, sinalizadores e discursos cobrando justiça no caso Marielle Franco.

Além disso, participou do lançamento do Comitê Popular pelo Lula Livre no Bairro Pedrinhas no sábado, 14 de abril. “Realizamos uma oficina de produção de faixas e cartazes para serem distribuídos entre os moradores, fizemos uma mística para lembrar de todos os lutadores que perdemos e um cortejo com bandeiras e batucada”, explica Lara  Souza que é do Levante Popular da Juventude.

30712841_1844390018945613_2606574480385900544_n.jpg

Em um dos momentos de estudo e formação da Brigada foi realizado um encontro com o embaixador Rolando Gonzales e a Cônsul Laura Pujol ambos de Cuba, onde foi socializado entendimentos sobre a realidade Cubana e sobre a situação atual e a juventude no país caribenho.

Já no domingo, 15, foi realizado um “adesivaço” pela liberdade de Lula na Avenida Litorânea região de praias da capital. Enquanto que nesta última quinta-feira, 19, a Brigada Marielle Franco realizou intervenção no Terminal da Praia Grande, o maior da cidade, e na Feira da Praia Grande.

As atividades seguiram durante a sexta feira, 20, e a intervenção foi no lançamento da Jornada Universitária pela Reforma Agrária, onde a denúncia da precarização da educação foi o mote central, além de pautarem o projeto popular para as universidades.

Com muita rebeldia, a juventude dialogou com a classe trabalhadora que é a que mais sofre com o golpe instalado no país e denúncia a injusta prisão do ex presidente Lula. Além da denúncia, a brigada leva a mensagem de resistência em defesa da democracia e da soberania nacional.

Em todas as ações há uma boa aceitação por parte da população sobre o trabalho da brigada, que é sempre recebida com abraços, aplausos nos espaços onde será feito a atuação. Samantha Marques do Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB descreve um dos momentos mais importantes. “O adesivaço teve muita aceitação e foi importante porque foi realizado na Avenida Litorânea, um espaço culturalmente ocupado pela direita, e lá conseguimos passar nossa mensagem e com pouquíssimas recusas. Mas o povo trabalhador que estava lá, ambulantes, trabalhadores dos bares, todos queriam adesivos e vibravam quando o carro de som passava”, comenta.

A Brigada Marielle Franco permanece em atividade em São Luís até o final deste mês.

http://www.mst.org.br/2018/04/23/brigada-marielle-franco-no-maranhao-agitacao-e-propaganda-pela-democracia.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s