Morreu  Dulce MAIA

Ex-militante da VPR, Vanguarda Popular Revolucionária, grupo de guerrilha urbana do qual fazia parte também Dilma Rousseff. Era produtora cultural quando foi presa em janeiro de 1969, em São Paulo. Foi a primeira mulher a ser presa e torturada no período ditatorial. Por conta da tortura sofreu vários problemas de saúde, com sequelas até os dias atuais,  teve de recomeçar sua vida em lugares distantes, exilada durante nove anos. Em 1979, com a Lei da Anistia foi a primeira a retornar ao Brasil. Hoje é  diretora da ong ECOATLÂNTICA e da ECONSENSO (esta co-gestora do Parque Nacional da Serra da Bocaina), preside a Associação Escola Carlito Maia e dirige a Escola Carlito Maia em parceria com o SENAC. Possui três filhos adotivos e mora Cunha (SP).

Video: Voces de la Memoria

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s