ES CHEGA AO 10º DIA DE PROTESTO E SOMA 146 MORTES, DIZ SINDICATO

images_pm_atuaes

A situação e acontecimentos decorridos no ES são os sintomas da crise social, política econômica que vive o Brasil. Ê apenas a ponta do Iceberg . Som um chamado a uma mais decidida participação cidadã . Caso tal quantidade de mortes ocurrir-se em qualquer pais com um governo não submisso ao grande capital e ao império norte-americano. A media ao seu serviço teria divulgado a noticias, como manchete permanente por varias semanas, e a grande mídia  de   EUA e Europa, teriam pedido o julgamento do autoridade do executivo estadual e federal. Imagine se essas 146 mortes se produziram na Venezuela ou Equador de Rafael Correa.  Sem duvida seria pedida a cabeça do presidente. Aqui a divulgação tem sido discreta e ninguém na grande mídia esta responsabilizando as autoridades.  A mídia hegemônica  não  divulga a causas das crise, muito menos incentivar o debate. Som as organizações populares, os movimentos populares os únicos que podem levantar este debate, para que nosso povo consiga crescer em consciência e clareza política. 

**** **** **** **** *****

Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol) informou que a crise da Segurança Pública no estado já resultou na morte de 146 pessoas até a manhã desta segunda-feira, 13; Secretaria de Segurança Pública do estado não divulga o balanço de homicídios desde o início da crise; pela primeira vez em dez dias, alguns serviços voltaram a funcionar, com escolas e transporte público

13 DE FEVEREIRO DE 2017 ÀS 14:37 /

247 – O Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol) informou que a crise da Segurança Pública no estado já resultou na morte de 146 pessoas até a manhã desta segunda-feira, 13. A Secretaria de Segurança Pública do estado não divulga o balanço de homicídios desde o início da crise.

Os PMs começaram a retornar às ruas no sábado (11), após um acordo entre representantes da categoria e governo e um chamado do comando geral da PM. No domingo (12), mais de 1.200 policiais voltaram para as ruas. Eles se somam aos cerca de 3 mil integrantes das Forças Armadas e da Força Nacional que atuam no estado em razão da crise. Em um dia normal, o Espírito Santo tem 2 mil policiais nas ruas.

O expediente nas repartições públicas estaduais foi normal nesta segunda-feira. As aulas nas escolas da rede estadual foram reiniciadas e os atendimentos de urgência e emergência nos hospitais estaduais estão mantidos.

Na região metropolitana de Vitória, os ônibus do Sistema Transcol voltam a operar em horário normal, com exceção das linhas 663, 885, 904 e 918. Ao longo do dia, a operação será avaliada. O serviço noturno ainda não será restabelecido.

A prefeitura de Vitória também informou que retomou hoje o expediente dos servidores municipais. Fechados durante o período de falta de segurança pública no estado, os parques municipais também serão reabertos na terça-feira. Às segundas, eles passam por manutenção e não funcionam.

Desde o início da crise na segurança, desencadeada pela paralisação dos policiais militares há dez dias, as lojas voltaram a abrir também hoje. Na semana passada, shopping centers e grandes redes de supermercados funcionaram em horário reduzido, até as 16h.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s