Alckmin perdoa dívida de R$116 Milhões da ALSTON (Multinacional Francesa, produto Contratado).

alckmin

Por Raphael Martinelli (*)

O Projeto é um sistema digital que visa diminuir o intervalo entre os trens, de modo a agilizar o transporte dos passageiros, reduzir a superlotação e aumentar o número de usuários. Conhecido nos meios técnicos como CTBC (Controle de Trens baseado em comunicação).

O contrato Governo e ALSTON se deu em 2008 ( ainda no Governo José Serra) para melhorar a eficiência das linhas 1 – Azul, 2- Verde e 3- Vermelha e a entrega seria para 2011 funcionar em tempo  integral só na linha 2-Verde.

Em razão dos atrasos, o metrô aplicou a partir de 2012 multas de R$78 milhões ameaçando romper o contrato.

A ALSTON alega que o metrô não executou as obras necessárias para implantação do sistema, alegando  que o  produto seria  mais sofisticado do que o contrato previa.

A diferença entre esse valor e o que o metrô exigia é de 289 milhões. Dando como perdoado  os 116 milhões em acordo homologado pela empresa na data de  27/01/2016.

É bom lembrar as relações da ASLTON com o Governo PSDB.  As investigações estão ocorrendo desde 2008 quando surgiram indícios de que a ALSTON  teria pago propina entre 1998 e 2003  para fechar contrato com estatais de Energia. Este processo ainda não foi julgado.

Já em 23/11/2015 a empresa chamava a atenção da área política da Assembléia Legislativa e o Judiciário sobre o inquérito do cartel de trens que estava a um ano parado no Ministério Público Federal, um ano após ser concluído pela policia Federal o principal inquérito criminal que investigou o cartel acusado de fraudar licitações de trens (FMS SP) entre 1998  e 2008.

O procurador da República Rodrigo de Grandis (23/11/2015) não tinha decidido apresentar  a justiça a denúncia criminal contra os suspeitos do caso o que deflagraria uma ação penal após a policia federal ter indiciado 33 pessoas, os suspeitos de participarem dos crimes de corrupção ativa e passiva, formação de cartel, fraude, licitações, evasão de divisas.

Já previsto em 2015 os indiciados suspeitos de praticar os crimes:  O ex-presidente CMTC, Mário Bandeira, o ex gerente de operações José Luis Lavorente (os dois apenas por fraude à licitações) e os ex diretores da estatal João Roberto Zaniboni e Ademir Venâncio de Araújo, na lista da policia Federal  estão os ex diretores das empresas e SIEMENS, ALSTON, CAF,BOMBARDIER, DAIMLER, CHYSLER, MIST VIE e TTRANS, além do consultor Arthur Gomes Teixieira, apontado como intermediário de suborno.

Os delitos dessa natureza em dezembro de 2015- Os praticados em 1988 e 1999 já prescreveram, os cometidos em 2015 e assim por diante…

(Esse acordo esta solicitado pelo ministério publico do Estado de São Paulo, conduzido pelo promotor de justiça Marcelo Milani, o qual já conduzia o inquérito desse caso que envolvia a implantação do CTBC na linha do metrô com a ALSTON).

É bom lembrar que no processo da policia federal no seu entendimento decidiu bloquear 600 milhões das empresas com existência de indícios e provas da autoria e da materialidade dos crimes.

Lembremos também que o procurador da república Rodrigo de Grandis em 2013 foi alvo de duas apurações no ministério publico federal e no conselho nacional da classe por ter levado três anos para atender um pedido da Suíça que investigava o pagamento de suborno pela ALSTON.

O atraso da Modernização do metrô que deveria estar funcionando em 2015, oferecendo uma segura agilização no tempo de viagem beneficiando milhões de usuários com o beneplácito do governo nos 116 milhões para ALSTON jogou o cumprimento do acordo para o ano de 2021.

Prêmio para ALSTON: 116 milhões.

Justiça na classe dominante capitalista.

Processo arquivado!

Vamos tomar um chopp no palácio???

Vocês metroviários continuem lutando para que em 2021 implantemos a nova técnica…

(*) Raphael Martinelli é histórico dirigente sindical ferroviário, um dos fundadores da Ação Libertadora Nacional – ALN – com Carlos Marighella,  e  ativo militante revolucionário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s