O atual MEC não nos representa: Ocuparemos tudo!

Ocupa Reitoria

Reunião com Reitores primeiro dia de ocupação!

Por Alane Luzia da Silva*

Tendo em vista o contexto político atual que o país enfrenta, evidentemente a educação não ficou de fora dos cortes que tem ocorrido. Concomitantemente a isso estudantes de diversas IES manifestaram-se contra estes, entre eles, estudantes da UFFS (Universidade Federal da Fronteira Sul).

No dia dezessete de maio a Universidade Federal da Fronteira Sul divulgou uma nota anunciando cortes em bolsas de pesquisa, extensão e cultura, redução de serviços terceirizados copeiragem e café, suspensão de compras de equipamentos de tecnologia de informação, de mobiliário e materiais permanentes e de acervo bibliográfico e o contingenciamento de diárias. Esses cortes totalizaram 41% no orçamento. Em resposta a isso, no dia dezenove de maio, o corpo acadêmico realizou uma assembleia deliberativa que decidiu pela ocupação num primeiro momento do Bloco B do campus e após, na sexta-feira dia vinte, da Reitoria, em Chapecó – SC.

Ao chegar na reitoria, o magnífico Reitor Jaime Giolo esperava os estudantes, e a propósito pediu que um grupo de representantes fosse até sua sala, estes se negaram e disseram que se a pessoa do Reitor quisesse se reunir com os ocupantes, ele que descesse do alto de sua sala. Os acadêmicos requisitaram uma reunião com todos os campus da universidade por vídeo conferência para esclarecimento sobre os cortes e exigiram mais transparência em relação ás finanças e atitudes realizadas pela atual administração além de solicitarem mais participação estudantil.

No dia trinta e um após uma reunião sem nenhum encaminhamento com todos os campus, percebeu-se que o Reitor mostrou não desejar atender as reivindicações estudantis, somente esclarecer o que foi pautado pelos presentes e por isso foi consenso entre todos a continuidade da Ocupação, que será utilizada para estudo de soluções concretas para as seguintes pautas do movimento: Moradia estudantil, planejamento e orçamento participativo( com toda a comunidade acadêmica), seguridade nas políticas de permanência estudantil, consolidação dos Campi já existentes antes de qualquer expansão, além das pautas já levantadas no início da ocupação.

*Texto escrito pelos estudantes da UFFS Jessica Teixeira, Marcos Vinicius e Karolina Ávila e Alane Luzia da Silva da Unochapecó em Chapecó – SC.

Anúncios

Um comentário sobre “O atual MEC não nos representa: Ocuparemos tudo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s