NOTA SOBRE A PRISÃO DE DIRIGENTE NACIONAL DO MST

mst

SOB GOVERNO GOLPISTA,  AVANÇA
CRIMINALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS
NOTA SOBRE A PRISÃO DE DIRIGENTE NACIONAL DO MST
O MST no estado de Goiás vem a público denunciar a escalada da repressão contra a luta pela terra. No dia de hoje, o intelectual e militante pela reforma agrária Valdir Misnerovicz foi preso em Veranópolis, no Rio Grande do Sul. Valdir estava ministrando aula para jovens estudantes de cooperativismo agrícola, quando foi surpreendido por uma operação articulada entre a Polícia Civil do Rio Grande do Sul e de Goiás.
Acusamos o poder judiciário e as forças policiais de Goiás de realizarem uma perseguição política contra a justa luta popular pela reforma agrária. A tentativa das forças reacionárias do estado, articuladas pelos senadores Eunício de Oliveira (PMDB/CE) e Ronaldo Caiado (DEM/GO) e com forte poder no judiciário é de enquadrar o MST como organização criminosa. Entendemos essa como uma movimentação das forças conservadoras deflagradas pelo golpe federal, inaugurando um período de repressão drástica contra os movimentos populares.
Essas ações, contudo, fracassarão! As organizações, movimentos, entidades e intelectuais progressistas tem manifestado profunda solidariedade contra essa ofensiva do latifúndio e do agronegócio. E as famílias Sem Terra não retrocederão um passo sequer. Ao contrário, manterão a luta contra a concentração de terra e pela justiça social que se transformou em um dos maiores fenômenos de luta pela terra em todo o país nos últimos três anos. Resistiremos! E vamos derrotar as forças opressoras!
DIREÇÃO ESTADUAL DO MST DE GOIÁS
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s