Pensando em futuras insurgências…

Ontem, dia 22/12, foi lançado o livro “La experiencia tupamara – Pensando en futuras insurgencias“, da autoria de Jorge Zabalza (dirigente histórico do MLN-T/Movimento de Libertação Nacional – Tupamaros) . A obra conta com dois prólogos, de destacados intelectuais orgânicos: Samuel Blixen e Néstor Kohan. O primeiro é ex-guerrilheiro tupamaro e jornalista do BRECHA, no Uruguai. O segundo é filósofo e militante marxista argentino, autor de vários livros, um deles publicados na seção vaLER. O vídeo de divulgação se encontra no nosso Canal do Youtube OS IRREDENTOS. Abaixo, traduzimos, livremente, passagens do prólogo para o português. Desfrutem!

zabalza14

“O trabalho que comentamos não flexiona seus joelhos ante a nostalgia fácil, nem se estrutura a partir do suspiro melancólico. Seu impulso é bem distinto.

Pelo conteúdo, pela forma, pela linguagem, este livro está dedicado aos jovens, à nova militância uruguaia e latino-americana. Seu autor incursiona e explica a historia uruguaia com expressões simples, claras, transparentes, compreensíveis por todo o mundo. Não precisa ser um “iniciado” em alguma seita para compreender as teses de Zabalza.

Escrever a historia de uma organização política implica indagar na historia de uma sociedade e um país. Isso nos ensinou Gramsci. Nenhuma organização, por mais significativa ou emblemática que seja, pode compreender-se a si mesma, à margem das suas coordenadas históricas, políticas e sociais.

E isso é, precisamente, o que Zabalza faz em seu livro, tentando não só reconstruir a historia do Movimento de Libertação Nacional – Tupamaros (MLN-T), mas também afundar o escalpelo nas raízes históricas da sociedade uruguaia, suas formas predominantes de dominação e resistência, suas oscilações entre “os amortecedores” (o predomínio do consenso) e a repressão (o privilégio da violência das classes dominantes e o terrorismo de Estado).

Na hora de identificar o núcleo do erro estratégico que este livro se esforça por pensar e discutir, Zabalza sustenta que resulta errôneo tentar privilegiar a estrutura ou aparelho (entendido como partido, movimento ou organização político-militar), em lugar de apostar pelo povo armado e organizado junto às armas organizadas. Nem pura espontaneidade, nem pura organização político-militar, mas sim a conjunção, articulação e simultaneidade de ambas.

Multidões insurretas e grandes massas em movimento, porém com organização político-militar… Essa é a aposta política e teórica de Zabalza neste livro. Um olhar luxemburguista e leninista no calor da tradição de Raúl Sendic e a experiência rebelde concreta do Uruguai”.

NÉSTOR KOHAN

***

“Este rigoroso e, profundamente, honesto esforço intelectual e de memória de Jorge Zabalza contem conceitos-chave que, a modo de etiquetas digitais, quando são alinhados em um único processo de racionamento desembocam em impactantes conclusões.

Tais conclusões subordinam-se a um enfoque ideológico sob cujo prisma se analisam os processos de violência da direita, a contraviolência popular, o surgimento da guerrilha, seu desenvolvimento, seus desvios, o papel do MLN no surgimento da Frente Ampla, a derrota da guerrilha, o elemento amortizador na saída democrática, a resignação revolucionaria, a transformação radical da Frente Ampla nos nossos dias.

Neste sentido, a veemência das conclusões políticas convive  com uma serena capacidade de analise que contribui para luzes distintas, novos enfoques, que atende à raiz dos acontecimentos e às condutas, e que muitas vezes fazem convergir uma crítica política com uma autocrítica pessoal.

Neste sentido, “La experiencia Tupamara” é uma contribuição à discussão, interrompida, das causas da derrota guerrilheira e um esforço por desentranhar as razões da confusão atual no que costumávamos chamar “a esquerda”, o que Zabalza denomina a segunda derrota, a derrota ideológica”.

SAMUEL BLIXEN

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s